Universidade do Minho, Portugal

Luís Pipa

Pianista e professor de Piano e Música de Câmara na Universidade do Minho, nasceu na Figueira da Foz, Portugal. É Doutorado em Performance pela Universidade de Leeds, Master of Music in Performance Studies pela Universidade de Reading, e diplomado em piano com distinção pelo Conservatório de Música do Porto; estudou ainda na Academia Superior de Música e Artes Dramáticas de Viena (Áustria).

Publica regularmente artigos sobre técnica, interpretação e pedagogia pianística em revistas nacionais e internacionais. Como pianista tem uma extensa carreira a solo, tendo ainda colaborado com grandes solistas, maestros e orquestras de renome. Orientou diversas master classes de piano em numerosos países europeus e integra regularmente júris internacionais de concursos de pianísticos.

As suas várias gravações em CD abarcam desde o repertório Barroco ao do século XX, incluindo algumas das suas próprias composições. Uma crítica do Piano Journal (2014) ao seu CD Portugal (DN, 2009) aponta Luís Pipa como um pianista de grande “profundidade, poder e nobreza” e a sua interpretação de obras de Vianna da Motta (CD, Toccata Classics, 2018) é descrita, na mesma publicação, com palavras como “sedutora”, “profunda e comovente”, possuindo “magnitude e delicadeza de expressão”. As suas últimas gravações incluem ainda um duplo CD com obras de W.A Mozart (Tradisom, 2018), um CD com obras para piano de Vianna da Motta (Toccata Classics, 2018), um duplo CD com sonatinas para piano de Clementi, Beethoven, Dussek e Reinecke (Tradisom, 2019), e um CD com o primeiro volume de obras para piano de Phillip Scharwenka (Toccata Classics, 2020). É o atual presidente da delegação portuguesa da European Piano Teachers Association (EPTA-Portugal) e Vice Presidente da EPTA internacional.