Aquiles Delle Vigne

Biografia

“Poucos pianistas podem ir de um brilhante Mendelssohn até um retumbante Liszt passando por um aristocrático, sofisticado e encantador Ravel…” diz Harold Schoenberg do New York Times. O jornal italiano La Repubblica chama-lhe “um príncipe do piano…” e o PRS Rheinische Post “um grande senhor entre os pianistas…”. O SVZ Salzburger Volkszeitung intitula a sua crítica “Do silêncio à força do aço”.
Nascido na Argentina, Aquiles Delle Vigne deu o seu primeiro recital aos 8 anos. Aos 17 já era discípulo de Claudio Arrau e ganhou o restigiado Grande Prémio “Albert Williams”. Este prémio abriu-lhe as portas das mais inportantes salas de concerto do continente. Depois completou a sua formação na Europa com o Prof. Eduardo Del Pueyo e com Georges Cziffra.
Realizou mais de 25 tournées no Japão, 10 na Austrália, bem como nos Estados Unidos da América, no México, em Hong-Kong, na Coreia e em toda a América do Sul. Temsido convidado pelos mais importantes festivais e apreseta-se nas mais importantes salas de concerto do mundo, Gstaad, Paris, Salzburgo, Madrid, Euro Festival em Seoul, Beethoven Festival, e foi dirigido por Lord Yehudi Menuhin, Leopold Hager, Georges Octors, Alberto Lysy, Lee Dong-ho, Bogo Leskowitch, Vladimir Kim, Emiel Simon, Edvard R. Tchivtzel, André Vandernoot, Edgard Donneux, Kamen Goleminov, Juan Carlos Zorzi, Jesus Medina, Claudio Santoro, Henrique Morelenbaum, D. Marinescou, Laurent Petit-Girard, com as mais importantes orquestras do mundo.
Também considerado um professor de topo no mundo, Aquiles Delle Vigne dá Masterclasses na International Sommerakademie Universität Mozarteum Salzburg, foi Visiting Professor no Royal Northern College of Music em Manchester e Professor Extraordinaire da National University em Taipei. Também é regularmente convidado pela Juilliard School, Manhattan e Mannes Schools de Nova York, pelo Conservatório Tchaikovsky de Moscovo e pelo Conservatório Korsakov de São Petersburgo, pelos Conservatórios Central e China de Pequim, pela Universidade Toho de Tóquio, pelas Hochschules de Munique, Weimar e Hamburgo, pelas Universidades de Viena, Seoul, Sydney, Melbourne, Pretória, Baltimore, Texas, Indiana, Osaka, Kyoto, Bangkok, Tel Aviv, Oslo, Lucca, Bergen…
Tem sido membro ou Presidente do Júri dos mais importantes Concursos Internacionais nos cinco continentes: Sydney, Pretória, Cincinatti, Xiamen, Georgia, Turin, Paris, Texas, Casagrande, Masters de Monte-Carlo, Roma e Varsóvia.
A sua vasta discografia (EMI His Master’s Voice, BASF Harmonia Mundi, BMG-RCA Victor, Naxos, Pavane e EMS) recebeu notáveis louvores e distinções. A sua interpretação dos Préludes de Olivier Messiaen perante o Papa João Paulo II, no Vaticano, mereceu os mais rasgados elogios do compositor.
Aquiles Delle Vigne acabou recentemente de gravar a integral das 32 Sonatas para Piano de Beethoven, que se vem juntar a outras integrais como a dos Estudos de Liszt, a da Música de Camera de Ravel (com Alberto Lysy) e a dos Concertos para Piano e Orquestra de Beethoven.